Ilustrações Cristãs: O dia em que o aluno ensinou a professora sobre Deus

Aquela semana seria muito especial na escola! Na sexta-feira haveria uma grande tarde de esportes! Os meninos, como de costume, estavam ansiosos para poder aproveitar uma tarde inteira para jogar futebol e se alegrar!

No entanto, ao dar essa notícia incrível na segunda-feira, a professora deixou claro que haveria regras para que eles pudessem ter o direito de ter aquela tarde inteira de esportes! Vocês terão que se comportar, fazer suas atividades e ser obedientes na segunda, terça, quarta e quinta. Quem não cumprir essa regra não poderá participar, antes, ficará na sala de disciplina pensando, enquanto os outros brincam. Combinado? – Perguntou a professora às crianças. Com certeza professora, responderam.

A semana, então, teve início. Porém, logo na segunda-feira o Luiz não seguiu as regras à risca, se comportou mal. A professora avisou que se continuasse assim não iria participar do evento na sexta-feira. Ele fez sinal de positivo com o polegar, acatando a ordem.

Na terça-feira, Luiz, novamente, começa a dar trabalho para fazer as lições e ser obediente àquilo que a professora estava determinando na sala. Isso também ocorreu na quarta e na quinta, mas a professora guardou silêncio a respeito do seu mau comportamento.

Ao chegar a tão sonhada sexta-feira, todos estavam ansiosos para o grande evento esportivo. A professora chamou todos os alunos, que já estavam preparados com suas roupas especiais para participar dos esportes.

Vamos começar nosso grande evento esportivo, disse a professora! Mas, conforme disse na segunda-feira, apenas quem se comportasse poderia participar. Luiz, por favor, guarde suas coisas e vá para a sala de disciplina, pois você não se comportou em nenhum dia dessa semana!

Luiz, que amava jogos de futebol, começou a chorar e a entristecer-se. Vendo isso, Paulinho, um dos amiguinhos de Luiz, disse à professora: Professora, deixe o Luiz jogar no meu lugar, eu fico na disciplina no lugar dele! Não, Paulinho quem fez bagunça foi ele. Você tem direito de ter a sua tarde de esportes e ele terá que pagar pelos erros dele! Não, professora, eu dou a ele o meu direito de jogar e pego para mim a punição dele!

A professora, impactada pela ação de Paulinho, lembrou-se naquele momento aquilo que Jesus Cristo fez por nós. Paulinho agiu como Jesus! Ele não merecia o castigo, tinha o direito de gozar o melhor da vida, mas abriu mão pelo Luiz, que era como qualquer um de nós, pecador que não merece as bênção de Deus! Quão grande foi a atitude de Paulinho para com seu amiguinho! Quão grande foi a ação de Jesus Cristo para com cada um de nós! Jesus ficou na “disciplina” em nosso lugar para que pudéssemos participar da festa da salvação!

A professora aceitou o sacrifício de Paulinho e Luiz pode se alegrar com sua tarde de futebol. Quando a professora foi até a sala de disciplina para ver como o Paulinho estava, mas uma vez se surpreendeu: Na sala da disciplina, Paulinho não se mostrava triste por estar ali no lugar do amiguinho, antes, cantava, se alegrava e muito se divertia, pois em seu coração não se via o tamanho do sacrifício que fez pelo Luiz, mas a alegria em ver seu amiguinho participando da grandiosa bênção que a tarde de esportes trazia ao seu coração, mesmo tendo se comportado mal em alguns dias!

“Cristo nos redimiu da maldição da lei quando se tornou maldição em nosso lugar, pois está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado num madeiro” (Gálatas 3:13 – NVI)

Mais conhecimento da Bíblia em menos tempo?Não sei se você é uma dessas pessoas que tem dificuldades de entender a Bíblia. Eu já fui e sofri muito! Mas não me dei por vencido, não me deixei ser derrotado pelos inimigos. E você, como anda sua leitura da Bíblia? Seu entendimento? Que tal melhorar nessa área da sua vida espiritual, aprendendo a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já superou as mesmas dificuldades que você enfrenta?

Fonte : esboçandoideias
COMPARTILHE ESTE ESTUDO:

Deixe Um Comentário Abaixo :